Posts

Maria D’Assis



Candidata a Presidente da União de Freguesias
de Almada, Cova da Piedade, Pragal e Cacilhas

A DIÁSPORA Margem Sul não podia deixar passar esta oportunidade de diálogo com a cidadã, que responde pelo nome de Maria D’Assis Beiramar Lopes de Almeida, residente em Almada desde 1976. Esta Assistente Social de formação, com 37 anos de serviço na Santa Casa da Misericórdia de Almada, denota postura acrescida tanto no íntimo pessoal, como na modéstia, no trato e na relação com os outros. Almadense de Alma, cujas origens também bebem da Morna e do Batuque, não fosse ela nascida em Cabo Verde, na Cidade da Praia.

Dentro de um quadro capacitado no diálogo transversal de uma ideologia onde todas as comunidades desta comunidade se fazem representar com um fim comum, a Diáspora-MS congratula todos aqueles, homens ou mulheres, que, Independentemente da cor política, se fazem voz denotada em prol de uma melhor cidadania e capacitação da prática democrática.
Corsa Fortes, Setembro de 2017

 

Cretcheu 2017



Festa de Aniversário do Cretcheu

No domingo, dia 16 de Julho, o Cretcheu – Associação Cabo-verdiana de Almada comemorou o seu quadragésimo terceiro aniversário mediante a promoção de um almoço convívio na sua própria casa. Não faltou o tradicional prato de catchupa, e a música ao vivo contou com a atuação exemplar de vários amigos músicos de Coração.

Sócios, amigos e representantes do poder local, abraçados à boa disposição, também não faltaram, assim como não faltou o bolo de aniversário a destacar dois momentos – o momento da nossa estimada Fanhe e o momento do Cretcheu.

Corsa Fortes, 19 de Julho de 2017

Festival Cavala 2017



Quando a Voz se Faz Sentimento

Não é novidade para ninguém, que fazer acompanhar eventos, sejam eles culturais, desportivos ou de simples lazer, com música, comes e bebes, se faz fórmula garantida de sucesso e propaganda na boca de quem conta ou reconta o momento. Desta feita o Grupo Cavala fez jus ao nome e deu andamento à agenda anual, mediante a realização do aguardado Festival da Cavala.

Feito peixe para todo o paladar, a cavala foi o mote deste evento que também contou com uma perninha de torneio de futebol e muita animação musical.
Caras bem conhecidas e presenças assíduas em todos os eventos deste grupo a caminho de um ano de atividades não faltaram, assim como não faltou gente de outras bandas, que pela primeira vez e à força de ouvir dizer, quiseram dar a cara e beber desta água com gosto de sabura, feito participação.

Também não faltou gente das políticas: uma cabo-verdiana, com provas dadas na intervenção social, candidata à União das Freguesias de Almada, Cova da Piedade, Pragal e Cacilhas, que responde pelo nome de Maria de Assis.
Apesar da cavala à moda da terra da morna, apesar do saudável momento desportivo e da animação musical, o Rei e a Rainha dos eventos sentidos no todo cabo-verdiano, continua a ser o convívio feito gesto de gente a sentir gente cuja alma também é saudade.

Corsa Fortes, 15 de Julho de 2017

Momentos Musicais – Junho 2016



BAÚ DO CORSA

Deixo aqui um cheirinho de um dos vários momentos musicas com o nosso estimado pessoal das tocatinas. Faz exatamente um ano, junho de 2016, que o músico e compositor de coração, Calú, nos presenteou com esta tocatina, acompanhado de Beita, Saltazar e Jorge das Ilhas. Como sempre, não faltaram vozes a acrescentar momentos: a nossa querida Etel Almeida, também tocadora de teclado a nossa Consagrada DIVA TITINA e a voz marcante do Cantor de coração, Coimbra. Que venham mais tocatinas, lá diz o velho ditado que quem canta, “toca, dança e aprecia”, os seus males espanta.









%d bloggers like this: